..::Ideologia Mutante::..

Atualidades, Política, Sensualismo, Poder, Bem x Mal

06 maio 2007



..:::† † Tédio † †:::..

***

Qualquer coisa q me deixe acordado
Qualquer coisa q me deixe vivo
Qualquer coisa q me transforme
Ausente de mim mesmo ao meu lado
Que rasgue o ar ao meu redor
E sangre o tecido dos meus olhos

Que me fassa perceber a beleza das estrelas
E a pureza inocente de uma criança

Que hoje nao estou só
Que hoje nao estou só

Que hoje nao estou só


Só vou sonhar acordado
Sinta o cheiro do pecado
Mais uma gole
Mais um tiro
Mias um vazio
Mais Mais Mais
Vou dar mais um tiro nesta puta
Vou dar mais um tiro nesta puta


Que hoje nao estou só




---Juniorgyn.blogspot.com (blog of junior)----
(by juhnior)

Se copiar, omenos deixe os creditos a mim...
Obrigado.



..:::† †( por Hegenberg ) † †:::..

O aumento desses casos, apresentando depressão, vazio, tédio e solidão nas sociedades capitalistas
pode ser pensado como uma falsa promessa de preencher o vazio existencial com um consumo
exagerado que deveria prover a felicidade eterna. Entretanto, o consumo das roupas de grifes,
carros possantes, filmes da moda, não são suficientes para preencher esse vazio e ao mesmo
tempo não é oferecido um ambiente acolhedor e estável,
que abrigue as necessidades afetivas
do indivíduo, constituindo um espaço capaz de promover o
desenvolvimento de sua subjetividade.
Não é de se admirar, portanto, que o número de pessoas com um funcionamento limite
esteja aumentando, pois elas são o reflexo de uma sociedade
pouco preocupada com o
bem estar dos cidadãos e mais interessada na globalização e nos efeitos econômicos.
Essa pessoas estão em busca de si mesmas, tentando desesperadamente lidar
com a dor e o vazio de suas existências.Tentando simplesmente existir!
Hegenberg


..:::† †( por Renato Russo ) † †:::..


Legião Urbana - A Dança

Não sei o que é direito
Só vejo preconceito
E a sua roupa nova
É só uma roupa nova
Você não tem idéias
Pra acompanhar a moda
Tratando as meninas
Como se fossem lixo
Ou então espécie rara
Só a você pertence
Ou então espécie rara
Que você não respeita
Ou então espécie rara
Que é só um objeto
Pra usar e jogar fora
Depois de ter prazer.
Você é tão moderno
Se acha tão moderno
Mas é igual a seus pais
É só questão de idade
Passando dessa fase
Tanto fez e tanto faz.
Você com as suas drogas
E as suas teorias
E a sua rebeldia
E a sua solidão
Vive com seus excessos
Mas não tem mais dinheiro
Pra comprar outra fuga
Sair de casa então
Então é outra festa
É outra sexta-feira
Que se dane o futuro
Você tem a vida inteira
Você é tão esperto
Você está tão certo
Mas você nunca dançou
Com ódio de verdade.
Você é tão esperto
Você está tão certo
Que você nunca vai errar
Mas a vida deixa marcas
Tenha cuidado
Se um dia você dançar
Nós somos tão modernos
Só não somos sinceros
Nos escondemos mais e mais
É só questão de idade
Passando dessa fase
Tanto fez e tanto faz
Você é tão esperto
Você está tão certo
Que você nunca vai errar
Mas a vida deixa marcas
Tenha cuidado
Se um dia você dançar.